Dia do Ministro

Sá Leitão participa de inauguração de exposição em Inhotim

 
 
17.12.2018 - 14:42  
Da esquerda para a direita, Maria Eugênia Salcedo, Eduardo Saron, ministro Sérgio Sá Leitão, Antônio Grassi, Bernardo Paz e Ricardo Gazel (Foto: Divulgação)
 
 
Até 14 de abril, quem passar pelo Instituto Inhotim, em Brumadinho (MG), poderá ver, de perto, a obra Spider, uma das grandes aranhas da artista francesa Louise Bourgeois (1911- 2010). Pela primeira vez, a escultura deixou o Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), onde está desde 1997, e poderá ser apreciada, após Inhotim, em outras três cidades do Brasil: Porto Alegre, Curitiba e Rio de Janeiro.
 
A abertura da exposição de Spider em Inhotim foi neste sábado (15), em cerimônia com a presença do ministro da Cultural, Sérgio Sá Leitão, do idealizador do instituto mineiro, Bernardo Paz, e do diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron. "É mais uma atração imperdível neste incrível, fantástico, extraordinário paraíso de arte e botânica", elogiou Sá Leitão. A escultura está sendo exibida na Galeria Mata.
 
Integrante da Coleção Itaú Cultural desde que foi adquirida por Olavo Setúbal em 1997, Spider é a primeira das seis aranhas que Louise Bourgeois produziu em bronze a partir de meados da década de 1990 e que estão espalhadas pelo mundo. Desde a década de 1940, as aranhas estão presentes no trabalho da artista, em desenhos, gravuras, pinturas e escultura. 
 
Equilibrada em suas oito pernas, com terminações que remetem à agulha e ao bordado, a escultura exposta em Inhotim tem mais de 3 metros de altura e pesa cerca de 700kg. Datada de 1996, traz o simbolismo da relação da artista com a infância e sua mãe. O tecer, parte do trabalho da mãe na reconstrução de tapeçarias, é também a arte da aranha com a teia. A formação de Louise tem passagens por grandes instituições, como a Académie de la Grande-Chaumière, a École des Beaux-Arts e a École du Louvre.
 
Inhotim 
 
Cerca de 140 hectares abrigam o maior centro de arte ao ar livre da América Latina: o Inhotim, localizado a 60km de Belo Horizonte, em Brumadinho (MG). Com 11 anos de atividades, o espaço aberto ao público conta com 23 galerias de arte, separadas por jardins e lagos com cerca de 4,5 mil espécies. O Museu já recebeu cerca de 3 milhões de pessoas, tornando-se um dos principais destinos turísticos e culturais do Brasil.
 
Serviço
 
Visitação: de 15 de dezembro de 2018 a 14 de abril de 2019
Terça-feira a sexta-feira: 9h30 às 16h30
Sábado, domingo e feriado: 9h30 às 17h30
Entrada: R$ 44 inteira (meia-entrada válida para estudantes identificados, maiores de 60 anos  e parceiros).
Crianças de até cinco anos não pagam.
Às quartas-feiras (exceto feriados), a entrada é gratuita.
Galeria da Mata, Instituto Inhotim, Rua B, 20 Fazenda Inhotim, Brumadinho - MG
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Com informações do Itaú Cultural